sexta-feira, 29 de março de 2013

Meninão

Brincando de fazer compras, no Museu da Criança
 
 
 

Dia 26, terça-feira passada, Davi completou três anos de idade. Uma delícia perceber a evolução e desenvolvimento daquele bebezinho que já é um menino, cheio de personalidade e ávido pelas descobertas.

Os porquês estão começando a aumentar, as brincadeiras que emitam o cotidiano estão cada vez mais comuns e os diálogos mais complexos. O filhote já se expressa muito bem e manifesta contentamento e descontentamento com algumas situações, já escolhe o que vai vestir, e gosta de fazer as coisas sozinhos.

O entendimento das relações entre as coisas e pessoas aumentou sensivelmente, assim como o interesse por livros e pelas histórias dos desenhos animados.

Para nós, pais, fica o desafio de colocar limite com carinho, ajudar na descoberta do Mundo e proporcionar uma infância sadia, com brincadeiras, convívio com outras crianças, boa educação e alimentação.

O meninão adora dizer que não é nenem e vive a contradição de toda criança:

- Mãe, eu sou grande?

No outro dia nova teoria...

- Eu não sou grande, eu sou pequenininho....

A explicação, nem sempre convicente, da mamãe....

- Você já não é bebê, é um meninão, mas quando está perto de crianças maiores e de adultos, é pequeno!!!


Êta mundo complexo sô!!!!





quarta-feira, 13 de março de 2013

Aqui não é seu trabalho!!!

Hoje busquei Davi na escola e tive algumas pendências para terminar aqui de casa.
 
Estava escrevendo um email e o filhote assistindo um desenho animado quando ele começa:
 
Mãe, para de trabalhar!
 
Aqui não é seu trabalho!!!
 
Depois, me olha pensativo e pergunta:
 
Aqui é o seu trabalho?
 
Minha resposta?
 
Depende meu filho, às vezes tem que ser....
 
Estes meninos!!!!

quarta-feira, 6 de março de 2013

Negociando....

A primeira mamadeira de Davi é parecida

Com o tempo e o desenvolvimento da fala, as crianças ficam boas nos argumentos. Outro dia estava conversando com o Davi e tentando negociar que após os três anos, que chegam agora no dia 26, ele não precisa tomar a única mamadeira da noite, para embalar o soninho.
Como ele amamentou até 2 anos e 4 meses e não é um viciado em mamadeira. (nas primeiras semanas acordava pedindo mamadeira, mas em pouco tempo parou), não sou tão encanada. Mas mesmo com o bico de transição, acredito que pode tomar um copo de leite morno em um copo convencional mesmo, afinal, já é um menininho.
Bem, sabe qual foi a resposta em forma bem explicativa?
- "Não mamãe. Eu não sou mais nenem, não preciso do seu peito, mas preciso da mamadeira sim!!!!
Tá aprendendo ou não a argumentar este menino????


sexta-feira, 1 de março de 2013

O fascínio pelo fundo do mar

Um dos fascínios de Davi e da maior parte das crianças é pelos animais. No caso do filhote, após um ano de projeto (na escola) sobre o mundo do fundo do mar, aprendendo os encantos de peixes, tartarugas, polvos, etc, a admiração pelos animais marinhos é ainda maior.


Domingo passado resolvemos levar o moleque no Tamar - projeto de preservação de tartarugas marinhas, lá na Praia do Forte. Além de um dia delicioso, com contato com a natureza, os animais, e muito mergulho, um momento de aprendizagem enriquecedor.

As tartarugas imensas, os ovinhos e as réplicas dos filhotes foram um atrativo a parte, mas as arraias e os tubarões foram os animais que mais chamaram a atenção do pequeno.

Esta semana, nas brincadeiras do dia-a-dia, Davi tem imitado o tubarão, reproduzimos o mar no meio da sala, usando como cenário nosso tapete de golfinho, bichos de pelúcia e brinquedos de praia.

Ah, e a tartaruga de pelúcia é a nova companheira de sono!


 
De minha parte, ficou a grata surpresa de voltar ao projeto Tamar, depois de muitos anos, e encontrar um local organizado, com filme que é atrativo até mesmo para as crianças, infraestrutura limpa e agradável.

Para quem quiser conferir fica a dica. Quem chegar até 9h não paga o ingresso!!!

Vale madrugar e conferir!!!