domingo, 24 de fevereiro de 2013

Foto perdida!!!


No final de janeiro de 2012, a dinda Nadja esteve em Salvador para nos visitar... Ainda morávamos na outra casa e Davi deu um trabalhão no correrdor do prédio... Ia e voltava no "bibi", comandado pela tia.

 Esta foto estava aqui, salva como rascunho - passou um ano e acabei não deixando nenhum registro por aqui...

Davi agora está maior, mais falante e acabou de chegar da casa da Dinda... mas fica o registro para matar a saudade!!!!

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Pureza e espontaneidade


A pureza e a espontaneidade das crianças é algo que deveríamos sempre cultivar em nossas próprias relações. O filhote, que em um mês e quatro dias completa três anos de idade, demonstrou de forma muito gostosa esta inocência em dezembro, quando minha mãe chegou de viagem para uns dias em Salvador.
 
Como o vôo atrasou um pouco, eu e vovó Rosinha chegamos em casa por volta das 2h . Davi estava dormindo, mas como já estava ansioso com a vinda da avó que não via há alguns meses, não demorou em acordar. Ficou agitadíssimo, querendo brincar e mostrar tudo... Como vi que não teria como acalmá-lo, sugeri um banho, aproveitando que minha mãe tomaria uma ducha.
 
Aí eu pergunto:  - Você não quer tomar banho com a vovó?
A resposta é um delicioso sorriso e uma correria em direção ao pai, que estava deitado: -  Levanta papai, vem tomar banho com a vovó!!!
 
Rimos muito e explicamos que a vovó não poderia tomar banho com ele e com o papai, seria apenas com o netinho, que é criança...
 
Espontaneidade de querer todos juntos, demonstrações de afeto distintas das esperadas pelas convenções sociais, vamos perdendo isso com o passar do ano, mas é o que fica destes anos tão gostosos de descobertas, na infância.
 
Esta história aconteceu na madrugada de 19/12/12, a foto, de Davi com o papai olhando os aviões, no aeroporto, foi na despedida da Vovó e do Vovô Fernando, no dia 01/01/2013... Foram poucos dias que deixaram saudades!!!!

domingo, 17 de fevereiro de 2013

Desmonte do berço

Desmontamos do berço de Davi no início de dezembro de 2012, o moleque já não ficava na mini-cama (do berço original) nem mesmo nas sonecas da manhã, achava pequena e lógico, uma boa desculpa para dormir com a mamãe e o papai...

Arranjamos uma neném que iria ganhar o berço e fomos desmontar. Davi ajudou o papai e foi uma feasta!!! Agora em fevereiro vai visitar a menininha que nasceu no início de janeiro. Optamos pelo berço que vira cama muito mais pela dica das vendedoras, que asseguraram que ele aproveitaria até quatro anos. 

Na prática vimos que não é o ideal...

Melhor colchão no chão ou uma cama de solteiro baixinha, para dormir com grade ou sem....

O filhote ainda aproveita bem a cama da mamãe e do papai, mas adora a nova cama grande... 

Do berço mesmo, apesar de ter ficado montado dois anos, boas lembranças dos primeiros meses e local para as sonecas diárias.... o sono noturno, sempre era complementado na cama da mamãe e do papai...


Fica o registro de Davi participando do desmente do berço...


Outro dia voltamos aqui com a foto da cama nova!!!!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

56 dias depois!!!!



Após um fim de ano muito gostoso com a maior parte de minha família em casa (Pai, mãe e irmã, faltaram o mano e a cunhada), Natal em casa com familiares dos dois lados (meu e do maridão), Ano Novo entre amigos queridos (Ellen, tio Nelson e cia), pequenas férias no trabalho e um Verão que tem sido bem aproveitado com o filhote, volto a postar aqui no blog.

Nunca pensei que Descobertas com Davi seria um nome tão apropriado para este espaço. A cada dia um novo aprendizado, recíproco, entre mãe e filho. Tenho redescoberto, com a maternidade, que pequenos gestos, como montar um quebra-cabeça ou jogar bola podem ser uma delícia e repletos de significados. Que ler um livro bem acompanhada por uma criança curiosa é ótimo, mas que escutar a história contada por Davi é muito melhor.

Retomo o blog neste ano de 2013 na véspera do Carnaval, decidida a registrar aqui frases e acontecimentos que com certeza marcam o dia-a-dia de muitos pais, mas para nós, que vivemos pela primeira vez esta experiência, são inéditas. E com certeza, como os personagens são distintos, cada qual tem um significado muito peculiar.

Feliz Ano Novo!