quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Nossa Agenda????

Nas últimas semanas, Davi deu um "salto de desenvolvimento". Com a fala cada vez mais articulada e bom de argumento, a onda agora é compartilhar. O filhote descobriu que algumas coisas são dele, outras minhas ou do pai. Mas o que gosta mesmo são dos "objetos da família".

Outro dia, eu estava escrevendo em casa quando me dei conta do silêncio que reinava no ambiente (pouco comum nos últimos dois anos e nove meses). Quando olho para trás, Davi está tirando cada objeto de minha bolsa, olhando rindo, colocando de volta. Pergunto a ele o que está fazendo e a resposta foi rápida:     "- Arrumando mamãe!".

Sento ao lado do filhote e começamos a conversar. Ele pega minha agenda deste ano e fala:  "- É meu livro". Eu respondo prontamente: "-  Não, é a agenda da mamãe, para escrever o que tem que fazer no trabalho". A resposta é mais rápida ainda: " - Ah! Agenda? É nossa Agenda! Não é mamãe?", frase ilustrada por um delicioso sorriso sapeca.

E a farra continua por todos os cantos da casa: Nossa Cadeira. Nossa Cama, Nossa Casa, Nosso Carrinho, Nossa Comida, Nosso Sabonete!

Com as iniciais maiúsculas mesmo, que é para retratar tamanha propriedade!!!


quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

O Natal está chegando...

"O Natal está chegando" foi a observação feita por Davi no último dia 22, quando decidimos separar os enfeites que iriam para a Árvore de Natal da nossa casa. Colocamos também o Papai Noel na porta.
 


No dia seguinte, montar nossa árvore foi uma festa. Agora, rearrumar as peças e enfeites da árvore já se tornou rotina. O clima de Natal por aqui começou no dia 18 de novembro, quando visitamos o Papai Noel em um shopping da cidade.
 
Davi olhou bem no olho dele e fez seu pedido: quer o elefante da Era do Gelo Manny, e prometeu se comportar. Desde então, conta a todos o que pediu do velhinho. Ah, o repertório de músicas que canta diariamente cresceu com destaque da música de Papai Noel que aprendeu na escolinha.  diário.
 
Depois voltamos com mais novidades!!!!

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Um dia no Zoo


Sábado passado (17/11) resolvemos passar a manhã no Zoológico de Salvador. Programa barato, saudável e cheio de descobertas, para o Davi e para os papais. O fascínio das crianças por animais domésticos e selvagens é comum e muito bem representado nos projetos de decoração dos quartos infantins, sobretudo dos meninos.

Com o filhote não podia ser diferente: livros que tenham animais como personagnes, desenhos animados, gravuras, tudo inspirado nos bichos o atrae. 

Quando os animais são de verdade então, aumenta o aprendizado, a curiosidade...

Há algum tempo não voltava ao Zoo com Davi e foi muito legal constatar o desenvolvimento da linguagem quando ele nos contava o que estava vendo/testemunhando, comparando com sua própriaa vida. "Olha mamãe, a Zebra com o filho! Ele quer mamar...", "A coruja faz hu! hu!". "A onça está brigando". "O jacaré não mexe". Cada cenário que chegava para nós, ao longo do trajeto, vinha com um comentário do menino observador.

Ao chegarmos perto do avestruz, Davi afirmava o tempo todo que era um pato, não era avestruz... mas foi ver a foto hoje pela manhã e lembrar o nome do recém-descoberto animal.

O balanço do passeio?

Sair do conforto de casa, ajudar o filho a descobrir o Mundo, a construir referências e aumentar seu repertório a partir da vivência, e não apenas como telespectar... Faz parte da delícia de ser mãe e pai! 


"Superrecomendo"!!!!!

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Halloween no Museu das Crianças

Sábado da semana passada (27/10) foi dia de celebrarmos o Halloween no Museu das Crianças. Nada mais apropriado, afinal de contas, tudo preparado pela Susan e o marido, aos moldes norte-americanos (depois dá uma lida sobre o post que fala da história do Museu).


Bem, fomos os dos, eu e Davi, aproveitar bruxas, monstros, esqueletos e aranhas. Divertimento não faltou e o filhote, que não voltava há algum tempo ao Museu, ainda aproveitou os brinquedos como sala da bola de sabão, biblioteca e experiências sensorias.


A Casa do Terror, com monstros e esqueletos foi um sucesso. No início fiquei temerosa dele ficar com muito medo, mas depois de uma negociada com os monstros, que ficaram quetinhos quando entramos, foi aprovada... assim como a aranha e a brucha que distribuia balas para a criançada.





Também encontrei algumas das pessoas do Mãe e Muito Mais, grupo que nos apresentou o Museu quando Davi tinha apenas dois meses. A correria levou nossos encontros a diminuir de frequencias, mas foi legal rever as pessoas e principalmentes as crianças bem crescinhas.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Maternagem além da teoria

Estava "passeando" aqui no Blog e achei o comentário abaixo que uma leitora deixou há dois anos (14 de outubro de 2010):

"Oi! Adorei a "dica"... Outro dia li um post de outro blog, falando que por mais que a gente se prepare na teoria, a prática de ser mãe de primeira viagem é super diferente. Bom, até ai, nem me abalei, porque afinal é assim com quase tudo... Teoria e prática andam juntas, mas não são a mesma coisa. Vc sai da faculdade lotada de teoria, mas a prática se revela diferente, e vc se depara com desafios que nunca foram ensinados na teoria.
Mas o que me chamou atenção no post, e que sim, me deixou preocupada (estou grávida de 5 meses), foi que a mãe-blogueira entitulou o post assim: "Coisas que eu não sabia antes de o bebê chegar" e logo no começo do post ela diz que "tem coisas que ninguém te conta sobre um bebê e, depois que você é mãe, continua não contando, para não fazer as outras mulheres desistirem de ser mãe"...
Nossa, mas tem algo tão terrível assim, ou a mocinha tava só fazendo um drama?"


Na época, Davi era tão novinho, ia completar sete meses, que não me dei conta do tamanho absurdo que minha leitora tinha visto em outro blog do mundo virtual.  "Não contar algo sobre bebês para não assustar futuras mamães?

Fiquei pensando:  o que eu esconderia das pessoas para evitar este risco? Comecei a rir sozinha! O que é isso? Uma conspiração para evitar que a população pare de crescer? Continuo buscando apoio em livros e na discussão com outras mães, buscando o melhor para o filhote em vários campos: educação, alimentação, saúde, mas acredito na maternagem além da teoria, desde o nascimento.

A teoria te dá uma base, mas seus valores, estilos de vida e intuição fazem o resto. O convívio de qualidade, a dedicação de parte do meu dia para conversar e brincar, para momentos de aconchego e carinho são parte da fórmula que construí com meu marido em nosso dia-a-dia, e considero que são fundamentais para a construção desta relação de amor e de troca. 

Sei que muito contribuímos para o adulto que Davi será, mas o molequinho, tem muito a nos ensinar. Sobre senso de humor, capacidade de se doar, de observar e aprender. Além disso, não existem apenas os registros positivos que costumamos deixar blogs e álbuns de fotografia, existem dificuldades, aprendizagem, adaptação, mas isso não acontece também no seu trabalho, no relacionamento de casais, amigos e familiares?

Quando penso em maternagem, levando o termo ao pé da letra, considero que precisa ter dedicação, comprometimento e, mais que tudo, é fundamental entender que sua vida  nunca será a mesma! E isso é um fato positivíssimo. Por um tempo haverá menos farra pela noite, os programas de finais de semana envolverão personagens infantis, parques, praças, praia... Mas é tudo muito gostoso! E pelo que me contaram por aí, passa muito rápido!

É isso, e para você? Como é ser mãe/pai?

Deixe seu comentário aqui!



quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Medo do Lobo Mau????

É incrível como as crianças ficam fascinadas pelas histórias infantis. Têm a capacidade de fantasiar e se transportar para as cenas e momentos. Davi é fã dos três porquinhos, e ainda mais do Lobo Mau. Uma mistura de medo, respeito e adimiração. Também gosta do Jacaré, do Sapo Cururu e da Dona Aranha!

Mas com o Lobo Mau nós nos divertimos. Uma praça arborizada vira facilmente a floresta do Lobo Mau, em casa, uma cabaninha improvisada vira a casa do vilão das histórias de nossa infância. O mais legal é que ele tem que ser o Lobo Mau quando brincamos! Outro dia, falei que eu seria o Lobo e ele começou: - Por favor, não derruba minha casa.... Hoje, acordou e em poucos minutos era o Lobo soprando o pai.

Uma delícia de viagem!!!!!

Olha que formosura o meu Lobo Mau....É ou não é um charme só?????



domingo, 21 de outubro de 2012

Semana da Criança com muita brincadeira!

Semana passada foi muito especial por aqui! Dia das Crianças! Aliás, semana toda da criançada!

Davi aproveitou a gincana das crianças na escolinha, brincou com a prima Rebeca, que passou uns dias em Salvador, foi visitar o Lucas, e se divertiu muito com os carrinhos e brincadeiras. 

A semana teve direito a explorar novidades, teve peça de teatro da bruxa na escola, a guloseimas, na festinha do dia das Crianças no prédio dos meus sogros. Muita fantasia na casa do Lucas, e lógico, a brinquedos!

Teve ainda domingo de praia e almoço na casa do Martim, com muita brincadeira, uma visita à Turma do Cocoricó, no Shopping, e uma tarde no Circo do Marcos Frota....

Alguns cliques da semana:


quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Naturalidade, leveza e Alegria

Depois de dois anos resolvi voltar a praticar Yoga. Hoje foi a segunda aula da semana!. O professor, ao final, no relaxamento, destacou que devemos levar a vida com Naturalidade, Leveza e Alegria, e que para sermos felizes e realizados, podemos, entre outras ações, alimentar estes atributos.

Lembrei imediatamente de Davi, e de todas as crianças! Puras, felizes, sinceras, e alegres. 

Nós, pais e adultos, muitas vezes não percebemos, com a correria da vida, o aprendizado que temos com a infância, é como se revivêssemos os velhos tempos. 

Em agosto, na festa de um aninho da Marina!!!

Gestos simples, pequenas descobertas, sorrisos sinceros e demonstração de descontentamento levam às crianças a serem os mais belos seres do mundo.

Obrigada Davi, por estar entre nós, contribuindo para que sejamos seres humanos melhores!

Te amo! 

Parabéns pelo Dia das Crianças, celebrado amanhã com muita brincadeira, leveza, naturalidade e alegria!

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Gosto pela música


Desde bebê, ou melhor, desde a barriga, Davi curte uma boa música... O que mais fiz na gravidez foi ouvir música... No deslocamento para o trabalho, em casa, para dormir, para fazer yoga, para malhar. Depois que o filhote nasceu a música automaticamente se incorporou à nova rotina, para os momentos de relaxamento do bebê, para brincarmos, sempre com uma trilha apropriada.

A própria escolinha que escolhemos para colocá-lo, ainda com um ano e mês de idade, conta com aulas de músicas já desde o iniciante (berçário)... Nem precisa dizer que no café da manhã para celebrar o níver da minha mãe, numa agência de livros em BH (a Status), Davi se deliciou com o chorinho que era a atraçao. No clique, ao fundo... Davi, vovó Rosinha e mamãe (eu), curtindo um bom som!

A sensibilidade musical de Davi é perceptível, e já sabe o que gosta ou não.... Estivemos no casamento de uma amiga, no início de setembro. Davi abriu a pista de dança. Curtiu Rock, dancing e música brasileira em geral, mas quando o Dj partiu para um pagode ... rsss a frase do moleque foi instatânea! "Qué não mamãe!!! E saiu correndo!

Bom investimento este! Rssss


Quase um mês sem postar....

Quase um mês longe daqui e com muitas novidades! Davi está cada vez mais falante, cantante, e com a personalidade forte!

Bem, mês passado passamos um dia em BH, de 15 a 25 de setembro... Foi ótimo...Oportunidade de reunirmos todos nós (minha família), já que minha irmã, que mora no Rio estava lá e nossa ida coincidiu também com a presença de meu pai e irmão, que muitas vezes viajam a trabalho...

Fomos para aproveitar o resto de minhas férias e também para celebrar o aniversário de minhã mãe, vovó Rosinha, e o casamento de meus pais....

Deixo, para começar, o registro de nós seis juntos! Oportunidade rara diante das agendas de trabalho de cada um!
A foto é de Juliana Müller, namorada do mano!


quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Caras e Caretas




Este post é para deixar uma lembrança de caras e caretas do Davi ao dois anos e quatro meses; Afinal, se depender das mães, a lembrança que fica da infância é cheia de sorrisos e dos melhores momentos, mas no dia a dia tem bico, cara feia, bocejos... Fica o registro!!!!

O Click foi no final de julho, está entre as poucas fotos que sobreviveram ao sumiço do meu celular no final das férias!


Cebolinha... Estranho!!!!

Nos primeiros meses de vida Davi foi apresentado ao Cebolinha, da Turma da Mônica, por uma amiga minha, Cláudia Lessa, que deu um mordedor do personagem para o filhote...

Por muito tempo o boneco foi companhia de todas as horas e locais: banho, saídas rápidas, praia, viagens... Depois disso veio o bolo de um aninho, que era o Cebolinha, o velotrol, até hoje do Cebolinha. O moleque ainda gosta, mas já passou o mordedor pra frente. Agora aumentaram os brinquedos prediletos... O Patatá, que infelizmente perdeu, o arara, também companheiro de muitas aventuras, o Pinote, o Wood, os carros e caminhões.

Em julho, passamos oito dias de férias em Fortaleza. Sei que estou devendo um post sobre isso aqui. Volto outro dia para escrever. Ficanos na Casa dos tios Raquel e Ernani (minha cunhada e marido) e da priminha Rebeca). Davi se divertiu. Um dia fomos passear numa pracinha do bairro, que tem um passeio de trenzinho e quem estava por lá? Um Cebolinha meio magrelo com sorriso congelado... De longe Davi adorou, mostrou, mas quando chegou perto, e aceitou o colo do personagem... bem, a carinha já diz tudo: Estranho!!!! rsss

quarta-feira, 5 de setembro de 2012

Papai do Céu mora onde?

Ontem à noite, quando estava colocando Davi para dormir, fomos fazer nossa "conversa com Papai do Céu". O hábito, diário, é mamãe rezar o Pai Nosso, a Ave Maria e orações para o Anjo da Guarda e depois agradecermos a escolinha, os pais, avós, amiguinhos, etc. Depois começamos a cantarolar e o filhote apaga.

Acredito que religião é importante para a vida e uma decisão a ser tomada quando adulto, mas a espiritualidade tem que ser tratada naturalmente, no cotidiano, pelos pais. Faz parte da formação da criança. Davi ganhou uma bíblia para crianças ainda bem novinho, e sempre lemos e falamos de Papai do Céu. Reconhece imagens de santos (somos católicos) e já sabe que antes de dormir é hora de "conversar com papai do céu". Na segunda passada, eu achei que ele estivesse dormindo, coloquei na cama e ele abriu o olhinho e disse: - Bora conversar com Papai do Céu? 

Achei divertido. Ontem mais uma surpresa, estávamos conversando com Papai do Céu quando o filhote olhou pra mim e perguntou: "Papai do Céu mora onde?". Sorri e respondi que fica lá no Céu, protegendo aqui na Terra. É emocionante ver nossos pequenos crescerem e começar a entender o Mundo.

domingo, 2 de setembro de 2012

Corte sem traumas...

Nas últimas semanas Davi estava reclamando muito do cabelo.

- "Bagunçou o cabelo mamãe!", e tirava do olho toda hora.

Como a última ida ao cabelereiro (primeira após o primeiro corte) tinha sido traumática, com muito choro. (vejam o post aqui no blog)... Preparei o filhote por uma semana.

Tá na hora do Davi cortar o cabelo para ficar bonito... e sábado da semana passada, dia 24 de agosto, acordei cedo disposta a levar o filhote. Desta vez em um novo salão...



Davi já saiu de casa dizendo que iria cortar os cabelos, curtiu os brinquedos do salão, brincou no carro onde sentou para cortar os cabelos e ficou compenetreado observando o corte...

Está crescendo este menino... e convencido!

"Bonito mamãe!", o moleque disse... e bem que tem razão, não é mesmo?



quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Dia do papai foi uma delícia

Antes que acabe o mês dedicado aos pais, deixo aqui o registro do Dia dos Pais deste ano.
Davi acordou animado e brincou bastante com o papai, ajudou a fazer suco de laranja para tomarem juntos. 
Saímos para almoçar com um casal de amigos, pais do Lucas e o avô Antônio, meu sogro, que mora aqui em Salvador. Fomos a um restaurante que tem uma brinquedoteca e estamos ficando fregueses e depois levamos os meninos para brincar. 





O papai Luciano, que é bem coruja e participativo, aproveitou o dia! Deixo aqui, ainda em tempo, um parabéns a todos os papais deste mundo e ao meu pai, Fernando, que estava longe fisicamente, lá no Norte, mas que estava bem perto do coração. Em setembro nos vemos todos em BH!


Felicidade no cotidiano

Como ando sumida por aqui, hoje vou falar sobre pequenas coisas, do cotidiano que geram felicidade. Para Davi, o papai, a mamãe, amigos e parentes. Davi é um menino comunicativo, desde cedo se expressa bem e gosta de interagir com as pessoas. É tímido, no início, mas depois se solta.

Uma das pessoas que ele gosta de brincar é a Tia Glafira, amiga de minha mãe que está com 83 anos e é como uma avó emprestada para mim e meus irmãos. Bom, dia Glafira viajou para Itália no início de agosto e fomos lá nos despedir dela. Eu e Davi... Afinal, ela volta apenas no ano que vem, em fevereiro...

Foi uma noite deliciosa e canetas e um copo viraram um brinquedo e tanto... Mudaram de lugar, de recipiente, Davi "ajudou", na mala... É isso que chamo de felicidade no cotidiano. Pequenos gestos, palavras e brincadeiras que valem a pena!

Fica um clique daquela noite maravilhosa!


domingo, 12 de agosto de 2012

Uma semana sem peito...


Domingo passado, após dois anos, quatro meses e alguns dias de amamentação em livre demanda, Davi deu a última mamada, pela manhã, logo que acordou. Há alguns meses o filhote só mamava praticamente à noite, para dormir ou em situações de aconchego (estranhamento de local e pessoas, medo, frio, febre).

Como Davi come de tudo... comida, fruta, verduras, legumes, sucos, biscoitos, pães, queijo, e a amamentação às vezes estava até o irritando (em razão de ter pouco leite), achei que era hora de suspender, e a julgar pela forma como o processo está se conduzindo, considero que foi em boa hora.

No domingo peguei um monte de fotos de Davi, mostrei a primeira mamada, no hospital, ele bem pequenino, ele maior e disse: - "O leite do mamá da mamãe acabou, Davi já está grande, come tudo". Ele perguntou: - "Ah é?" Com aquela carinha de sapeca.

Nas primeiras noites acordou querendo mamar, o papai fez mamadeira, ele mamou, voltou a dormir... Dei muito carinho a ele, deixei ele pegar e  cheirar o mamá dele... e tem dado certo. Será bom para todos: mamãe, papai e o Davi. Outro dia acordou irritado, sentou na cama. Eu disse: - "O leite da mamãe acabou filho" E ele: - "Quer mamá não mamãe! Quer iogute (sic) !!! rrss

Semana que vem volto aqui para falar da segunda semana do desmame e mais tarde escrevo sobre nossas férias, em Fortaleza. Infelizmente, roubaram meu celular e perdi algumas fotos. 

domingo, 22 de julho de 2012

Férias em BH


Como falei na postagem anterior, eu e Davi estivemos em BH no final de junho. Fui cobrir um evento e aproveitei para levar o filhote para curtir a vovó que mora longe e o dindo... Chegamos numa terça-feira à noite e o moleque ficou empolgado, reconhecendo a casa dos avós, brincando com a Jade, nossa cadelinha poodle e contato histórias do avião.

Se comportou bem na ausência da mamãe: almoçou, jantou, brincou muito com a vovó e dormiu várias vezes no sofá, me esperando chegar! Com a Jade a cumplicidade só aumentou, carinho, corrida juntos e até mesmo uma sonequinha conjunto... Os dois aproveitaram.... Jade, quando Davi era bebê, tinha mais ciúmes, agora brinca mais e até a comida dela Davi rouba de vez em quando... rss

Na foto abaixo, após uma farra danada na Varanda, correndo de um lado para o outro com Vovó Rosinha e a Jade, o filhote está fazendo carinho na barriga da Jade no colinho da vovó!

Ah, por falar nisso, quando fui dizer que a Jade era cachorro, sabe qual foi a resposta?  - Não é cachorro não mamãe, é a Jade!... E eu: Mas a Jade é um au au! E ele: Não é, é a Jade! 



Teve ainda o delicioso domingo com a amiga Kity e os trigêmeos, mas volto aqui outra hora!!!

sábado, 21 de julho de 2012

Comilão


Davi adora "comer comida", como ele diz. O almoço e a janta são uma festa. E agora, que está maiorzinho, como almoça mais cedo, por volta das 11h30, acaba repetindo na hora que agente almoça também... Em breve o menininho estará fazendo as refeições no mesmo horário que a gente...feliz da vida e serelepe!

A foto acima foi tirada lá em Belo Horizonte, no final de junho. Passamos seis dias lá, entre 26 de junho e 2 de julho. Eu trabalhando, e muito, no Encontro Nacional da Indústria da Construção Civil. Davi, aproveitando um pedacinho das férias com a vovó Rosinha (minha mãe) e o tio Raul (dindo)... O vô Fernando tava fora de BH, também a trabalho. No final de semana ele brincou também com a Ju, minha cunhada.

Nossos dias por lá foram ótimos. Davi se esbaldou na quadra, colocou a vovó para correr com ele, passeou na pracinha e, mais comilão que nunca, curtiu ainda mais a mesinha e cadeira dele lá em BH...

Mas voltando ao tópico deste post. O rapaz adora comer sozinho, de preferência com garfo e faca.... uma idependência só... Na escolinha, os meninos e meninas se juntam no refeitório e é aquela festa na hora da janta e do lanche... Come frutas, legumes, arroz, feijão, macarrão, carne, frango, peixe... tudo tudo tudo... salada ele não come ainda, só o tomate, mas acho que estamos a um passo. Suco, biscoito de maisena, biscoito de água e sal e cream cracker também fazem parte do cardápio diário, um pãozinho de vez em quando e iogurte e queijo no café da manhã.

As guloseimas começaram a entrar no cardápio do filhote depois que ele completou dois anos, mas aos finais de semana... Pastel de carne, pedaço de pizza, pipoca, chocolate, biscoitos e bolo... O moleque adora.... Uma das coisas que me deixa satisfeita é que, apesar dele gostar das guloseimas, as brincadeiras e brinquedos os atraem ainda mais, assim como outras crianças para brincar...

Bom, fiquei tanto tempo sem escrever aqui e mesmo que queira é impossível esgotar tudo em um post, não cabe...Volto outro dia contando as novidades e com fotos da estada lá em BH...

Estou de férias até dia 5 de agosto e pretendo me dedicar mais ao blog!

Veremos....

terça-feira, 26 de junho de 2012

São João na Fazenda: cavalo, vaca, galinha e besouro....



Aqui no Nordeste, e na Bahia em particular, os festejos de São João são tão importantes ou mais que o Natal. As pessoas que moram em Salvador visitam seus parentes no interior, ou seus amigos, a mesa farta é visitada por amigos, vizinhos e desconhecidos...

Estou falando da festa original, presente nos mais de 400 municípios e na zona rural do estado, não apenas das festas que ganharam corpo e apelo turístico e que valem um post em outro local... Mas vamos ao que interessa. Como este ano o São João caiu em pleno sábado e eu e Luciano trabalhamos normalmente, não teria como irmos para muito longe.



Aceitamos o convite de tia Glafira e tia Glória, amigas de meus pais e fomos a uma fazenda a cerca de 140 km de Salvador. Pelo menos assim o filhote teria contato com a Natureza e também com a festa tradicional! Nem precisa dizer que Davi ficou deslumbrado e muito feliz nas pouco mais de 24h que passamos por lá!. Adimirou a paisagem, viu pessoalmente cavalo, vaca, galinha, pato e vários cachorros e pássaros... Jogou bola, correu, pulou e rolou... Ficou com medo dos fogos de São João, mas no outro dia não parava de falar: "Fogo São João estourou mamãe. Fogo São João acabou"... com carinha de felicidade!


O moleque ficou descalço, explorou e descobriu o ambiente... Provou algumas das comidas juninas, mas nem comeu muito... parecia que não queria perder tempo com distrações... Fez amizade no sábado com os amigos que visitaram a fazenda e com o povo da roça, que à noite foi à festa... No domingo cedo, depois de uma noite mal dormida (pelo menos pra mim) por causa dos besouros que invadiam o quarto, Davi voltou a caminhar pela fazenda e até montou no cavalo com o papai! Felicidade é pouco... hoje, quando fui buscá-lo na escola ficou me pedindo para andar de cavalo...




domingo, 17 de junho de 2012

Sala de espera

Há mais ou menos umas três semanas tive que fazer um exame médico em pleno sábado. Nossa empregada estava com o dedo quebrado e o maridão tinha curso...

Acabei levando Davi, que se comportou bastante e ainda fez amizade na sala de espera. Só na hora do exame que foi mais difícil. Incrível o medo que um jaleco branco e um equipamento de ultrassom provocam em uma criança.

O filhote ficou acuado... chorando, como se algúem fosse me ferir... Acabei o colocando no colo equanto fazia o exame e explicando que a Dr. estava cuidando da mamãe!

Clima Junino

Esta semana teve festa de São João (deveria ter sido Santo Antônio né?) na escolinha de Davi. Foi o encerramento do semestre, agora, até 4 de julho, é creche... Como ando sumida por aqui farei um breve relato e tentarei, mais tarde contar algumas novidades do último mês que passou voando...

O tagarela do Davi adorou colocar o chapéu e desenhar o bigode... Morreu de rir no espelho e no outro dia queria fazer mais... Adorou levar bolo de tapioca (o bolo do Davi, segundo ele) e comeu milho, canjica (munguzá para o baianos) e muito mais...

Se admirando no espelho e mamãe babando com o celular...rss

 
Dançou com os coleguinhas e chegou exausto em casa, de tanto brincar... É muito legal observar o desenvolvimento do filhote nos últimos meses. Ele fala frases completas, expressa suas preferências, demonstra quando não quer algo e sabe reivindicar e até negociar.
A coordenação motora também tem melhorado, apesar de ainda ficar nervoso com algumas dificuldades, ainda adora montar quebra cabeças e outros joguinhos de encaixe... Por aqui entramos no clima e cinco, seis horas da manhã já começamos o dia brincando...



Êta caipirinha animado sô!!! Tem uma energia!!!!

domingo, 27 de maio de 2012

Falando sem parar...


Davi completou ontem dois anos e dois meses e já se comunica como ninguém. O moleque é muito expressivo e desde os seis, sete meses entendo o que ele quer... Mas isso é uma características das mães, saberem o que suas crias desejam falar...Nos últimos dois meses o filhote deu um salto na formação de frases curtas, ou seja na fala. O moleque sempre ficou atento aos nomes das coisas. Quando estivemos no Rio de Janeiro e ele tinha apenas 11 meses, ficava apontando as coisas e balbuciando seus nomes ou sons que fizessem referência... Hoje é enfático no que quer ou não e de vez enquando dispara um "Não gostei! Eu gosto é de Carinho", que aprendeu na escolinha, para expressar descontentamento e não apelar para bater ou morder nos coleguinhas...

Na hora da comida é sempre uma delícia. Acorda dizendo: Quer iugurte! Depois diz que quer biscoito ou quer banana ou maça não viu mamãe? Quer queijo!!! e como quer...e assim vai... Dizem que muito antes de um bebê murmurar sua primeira palavra, ele aprende as regras da linguagem e percebe como os adultos a usam para se comunicar. Imitando eles formam vocabulário e aprendem a falar. Desde que nasceu falo com Davi o nome certo das coisas e acho que tem funcionado...Adoro pegá-lo na escola e vir conversando no carro... Davi brincou com quem? fez o que??? As respostas, repletas de imaginação são uma delícia!!!

domingo, 20 de maio de 2012

Cabelo bonito...mas haja choro!!!


Desde que Davi nasceu fomos poucas vezes ao cabeleireiro... A primeira, pouco antes dos dois aninhos, foi no Jessé, que corta meu cabelo aqui em Salvador. Especialista em adultos ele aparou as pontas do cabelo de Davi e o moleque se comportou muito bem...mas quando mamãe foi cortar o cabelo foi aquele chororô...ele achava que iam me machucar.

Alguns meses depois eu mesma aparei as franjas, mas agora além das franjas grandinhas, no olho, estava realmente precisando de um corte... Fomos ao Toopetes no sábado, aqui na Pituba. A moça que cortou o cabelo, muito paciente e calada, caprichou... mas a custo de muito choro do filhote. Não teve TV, brincadeira e nem pirulito que o acalmaram. Mas foi chegar em casa e dizer para todo mundo."Cortou cabelo, tá bonito" e hoje ficou o tempo todo no espelho dizendo que cortou o cabelo e está bonito... De fato está um mocinho...

Abaixo, a mamãe registrando a segunda ida ao cabelereiro... Desta vez para um corte infantil, de moleque... Vamos voltar, com certeza, para o filhote saber que não dói e que é necesário...


quinta-feira, 17 de maio de 2012

Mãe: cumplicidade, carinho e amor

Ainda é tempo de falarmos aqui sobre o dia das mães. Este ano curti o filhote de forma simples e gostosa. Na sexta-feira foi dia de comemorar na escolinha. Música ao vivo, tocada e cantada pela professora de músida do Davi e uma mini-gincana, com direito a correria e tudo mais. A proposta da Recanto de Viver foi fazer com que nós vivessemos uns minutos do dia-a-dia dos pimpolhos na escola. Foi ótimo. Corremos, rimos e depois lanchamos fruta e muito suco! Deixo o registro de Aline Dantas, mãe de Maisa, amiguinha do Davi desde o berçário.




No sábado fomos nós dois ao parque de areia onde Davi conheceu três amiguinhos. Tomamos picolé, que o filhote descobriu recentemente e adora. O almoço foi num restaurante que costumamos ir com o filhote por ter um pula-pula... No domingo a ideia era fugir das filas e tomar um café da manhã a três, mas chegamos e estava tudo lotado. O café virou um passeio no Jardim de Alá, com direito a água de coco para a mamãe aqui.

Depois do almoço na casa dos meus sogros, dei uma passadinha na casa de uns amigos que reuniram-se para celebrar o dia das mães entre amigos cujas mães estavam fora.... Enfim... o filhote era a única criança e rapidamente virou xodó.... Ganhou uma moto de brinquedo da "Tia Ana" que só tinha "visto" ele na barriga e teve direito a tirar casquinha da moto da Adriana. Veja no click a mamãe dando uma de motoqueira com o filhote no colo...



Engraçado, Davi está cada vez mais louco por motos. Tão atraído que nunca tinha visto a dona da moto, tinha cinco minutos que a via pela primeira vez, mas quando ela perguntou se ele queria descer para ver a moto ele levantou na mesma hora, pediu colo e foi... Êta menininho fácil!!!

quinta-feira, 10 de maio de 2012

Alimentação na primeira infância. Como fazer seu filho virar um comilão!

Hoje quando fui buscar Davi na escolinha ele me viu, sorriu, e foi logo correndo para a copa. Sentou no banquinho e começou a dizer que queria comida. Afinal, já se passavam de 19h20 e o filhote janta por lá às 17h. Acabei tirando foto dele por lá e "passando por aqui" para deixar um registro. Como está tarde, pensei em deixar uma frase, a foto e ir domrir. Mas foi então que parei para pensar que nunca mais tratei do assunto amamentação e alimentação por aqui... E fico feliz por Davi ter bom apetite, gostar de comida e lógico, das primeiras guloseimas a que está sendo apresentado aos dois anos. E este é um assunto tão rico de se compartilhar, temos tantas dúvidas!

Na copa da Escola


Quem nos conhece já sabe que Davi durante seis meses mamou em livre demanda, ou seja, quando queria e sempre que queria. Sóleite, nem água bebia. O leite industrial foi oferecido na maternidade, pelo neonatal, e no primeiro mês de vida por nós, eventualmente, graças a minha falta de informação...(Afinal, seu filho nasce, vai para a UTI neonatal e o médico diz para ele tomar leite industrializado, o que você faria?). Por sorte, a primeira pediatra que fomos é amiga do peito daquelas radicais e foi mandando eu suspender, assumir a livre demanda e parar de anotar hora de mamada etc... São procedimentos que nós, mãe de primeira viagem, aprendemos com alguns livros bem ortodoxos.

O segredo é começar a introdução alimentar aos seis meses, com frutas, sucos e água. Aos oito meses começam as sopinhas e quando você vê, chegou o um aninho e o moleque está comendo comidinha. O segredo para Davi gostar de comida? Bem, deve ter um quesito que é pessoal, questão de gosto, como dizem por aí, mas acredito muito em Educação Alimentar. Como fui orientada pela excelente Dr. Regina, que resolveu abandonar o consultório de Salvador e voltar para Ilhéus, ofereço comida na hora das refeições e se não quiser, fica para a próxima. Nada de substitutos como biscoitos e até mesmo fruta. Lógico que prevalece o bom-senso e se a criança estiver doentinha, vale suco, fruta, puê... Papinha industrializada eu dei também. A primeira vez quando viajamos para Fortaleza e ele estava com nove meses. Não é rotina, mas não sou radical. Prefiro dar a papinha que guloseima na hora da comida...


Na casa antiga, há pouco mais de um mês, tomando iogurte na colher!

As primeiras sopa Davi colocava na boca, cuspia e não queria mais, apenas três, quatro coheradas. Em pouco tempo, a dificuldade era dar a primeira colherada...parecia que estava sendo torturado...rss. Agora, não gosta nem que a gente dê a comida, adora se servir sozinho e, se possível, comer com garfo e faca!

É mole?

Ah, ia me esquecendo.... As guloseimas não podem deixar de ser oferecidas, lógico, mas com muita parcimônia...Doce, deixei ele experimentar no aniversário de um aninho...Um cookie e depois um pedacinho de bolo...Não fez muito sucesso, mas Davi descobriu o brigadeiro em uma festa alguns meses depois e nem preciso dizer que amou... Mas são tão poucas vezes que têm acesso... Durante a semana é comida, fruta, iogurte, queijo (muito queijo, tenho que controlar), bolacha de água e sal, de maisena e integrais... Ah, frutas secas ele também gosta...Pipoca, salgadinho de milho (sem fritar e de margas naturais) também são guloseimas liberadas em finais de semana e festas (quando há). Refrigerante não libero. Nas festas levo suco de caixinha (de preferência sem açucar e conservante, mas se não conseguir vejo o que tem menor teor de sódio  e açúcar).

Saboreando um bolo de milho, na Pásco, na casa dos avós maternos em BH!!!

A escola que coloquei Davi ajuda nesta filosofia. Aliás, nossa escolha, entre outros fatores, se deveu à Educação Alimentar que eles promovem. Lá não entra nenhum alimento ou sai. Nos aniversários nada de brigadeiro ou bolo de chocolate. Refrigerante é palavrão. Levamos o bolo, pão delícia sem recheio (quem não é baiano tem que conhecer esta iguaria) e só. O suco de frutas fica por conta da escolinha, além de várias frutas para as crianças... Sucesso!!! A rotina de Davi na escolinha é assim (ele lancha e janta por lá e eventualmente fica integral). Diarimaento é servido arroz ou macarrão integral (a pedido nosso). Na janta, é priorizada a sopa (mais nutritiva e enriquecida de verduras). Caso alguma criança não aceite ou deseje jantar, após ter tomado a sopa, é oferecida a refeição sólida que é sempre posta à mesa. Segundo uma das diretoras da escola, "As crianças maiores já escolhem o que querem comer e a maioria toma sopa e janta".


segunda-feira, 7 de maio de 2012

Vapt Vupt até BH...

O fim de semana foi corrido. Eu e Davi fomos no sábado bem cedinho para BH e voltamos no domingo às 22h50... Sábado à noite foi o casamento da Nanda e do Maurício, amigos querido cujo romance fui uma espécie de cupido desatento (rss) - depois escrevo um post só falando da festa! Visitamos vovó Rosinha (minha mãe) e o dindo Raul (meu irmão). Ah, sim, e Jade, nossa cadelinha e amiga de Davi.

Meu pai estava fora, viajando a trabalho, mas mesmo assim o vimos no skype. Davi ficou pilhado na viagem para BH, acordou no chek-in, por volta das 4h e só foi dormir perto das 10h40, depois de muita bagunça... Adorou ficar na cadeira do avião, já que desde dois aninhos paga a passagem e tem direito a um assento, mas não curtiu muito o cinto de segurança...

Um drible para convencê-lo, histórinhas, aviãozinho de brinquedo, muita conversa. Como estava sozinha e exausta com ele estes dias, não tirei a foto no avião, mas deixo o registro da foto que tiramos em abril, quando viajamos para BH para a Páscoa. Davi se divertiu na cadeira, e inclusive ouviu som (bem...alguns segundos, mas adorou!)

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Quer ir pra casa....

Mudamos há pouco mais de um mês mas Davi vira e mexe chega pra mim, aqui dentro de casa e diz. Mamãe, bora, quer ir para casa! Pois é... a mudança coincidiu também com muito trabalho meu e do maridão e viagens do papai de Davi, então já viu né? Muita coisa para uma cabecinha de pouco mais de 2 anos...

A pedidos da vovó Rosinha que viu a foto no facebook, deixo o registro de Davi nos ajudando na mudança, no mês passado. Ainda na antiga casa, onde Davi viveu dois anos... Agora nosso cantinho é outro e em breve o filhote lembrará com carinho da casa antiga, quando formos visitar os vizinhos/amigos que deixamos...





Uma das estratégias que utilizei para amenizar a dor do meleque, não me recordo se já contei aqui, foi visitar mais de uma vez o apartamento antigo sem móveis, contar que mudamos para a casa nova e sempre valorizando o quartinho dele...

veremos!

terça-feira, 1 de maio de 2012

Estreando a caminha nova

Hoje aproveitamos o feriado para desmontar o berço de Davi e transformá-lo em uma caminha. O filhote ajudou o pai no trabalho e curtiu muito o quarto novo! Ótima forma de fazê-lo entender a mudança... É que andei sumida e não contei, mas os primeiros dias de casa nova foram repletos de "Bora pra casa mamãe?" "Quer ir para casa".


A estratégia que arranjei foi levá-lo na casa nova para dizer que tudo nosso tinha ido embora e que agora morávamos na casa nova do Davi! E aí vamos, toda vez que encontramos alguém falo do quarto novo do filhote...e agora com a caminha então, acho que ampliou o atrativo...



Depois voltamos com mais novidades!

Vejam a primeira noite do filhte na cama nova!!!