segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Devagarinho II

Hoje estou retomando meus freelas. Devagarinho, mas já saí, fiquei uma hora fora e Nide teve que dar leite que estava no congelador para o pequeno. O engraçado é que eu vou ficar a maior parte do tempo em casa, mas parece que o Davi percebe que estou com a atenção dividida e deu uma reclamada... Bem, mas aproveito a sonequinha da tarde para adiantar umas entrevistas!!!
Ai, imagino a dor de quem tem que se afastar da cria logo nos primeiros meses, para cumprir uma jornada inteira!!!

sábado, 28 de agosto de 2010

Babando

Nem precisa dizer que bebê de quatro meses até não sei exatamente quando baba. Mas não vou falar sobre os banhos de baba e sorrisos babados de nosso cotidiano.  Na aula de ioga então, nem se fala, saímos todos babados, bebês, mamães e a professora... Mas hoje, eu é que estou babando nosso pequeno Davi. Impressionante, completou cinco meses outro dia (na última quinta, 26/08), e parece outro menino. Gritando muito, falando sozinho, mais tranquilo, brincando com ele mesmo, as mãos ou os brinquedinhos... A gengiva ainda coça mas o remédio homeopático receitado surtiu efeito e ele voltou a dormir...
É, acho que estou precisando de um babador hoje!!!

Curtindo a prima

Esta semana a prima de Davi, Rebeca, que completa nove meses no próximo dia 3, está passeando em Salvador com a mãe, Raquel (minha cunhada). Elas moram em Fortaleza e visitaram Davi quando ele tinha pouco mais de um mês (em maio)... Como só estarão alguns dias tentamos aproveitar o tempo do pimpolho e garantir aos dois algum contato. Na terça-feira (24/08), os dois  passaram uma hora brincando no edredon estendido no quarto do Davi. Cada um com sua brincadeira, Rebeca querendo pegar o priminho e Davi olhando com aquele olhinho de pensador. Na quarta (25/08), fizemos um breve passeio no Shopping. Uma das poucas idas do pimpolho ao templo do consumo... A primeira em BH (no Ponteio) para comprar um brinquedo, a segunda e terceira no Salvador Shopping para uma compra rápida e a quarta, no Itaigara para a compra de outro brinquedo.
Fica o registro das mães corujas com os priminhos!








quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Noite insone

Pela primeira vez em cinco meses (Davi completa hoje) passei uma noite insone com o pimpolho. Nos últimos três dias as sonecas do dia que já são poucas e breves, ficaram ainda mais raras. Na terça a tarde falei com a Dr Regina (pediatra) e após nossa conversa e sintomas ela disse que a gengiva deve estar coçando, e em breve deve nascer algum dentinho. Bem, há um mês a salivação aumentou (e a baba também), há duas semanas, no banho de balde as mãozinhas dele (e minha), não saem da boca, sendo sugadas e mordidas. Pelo visto, os três is chegaram: insônia, inapetência e irritabilidade (percebida por alguns gritinhos, que por sinal são um charme!).
Nesse momento (5h da manhã do dia 26), após um banho de balde, devemos ter dormido no máximo, desde 22h, 2h... Êta menininho duro na queda sô. Mas os sinais tavam aí e os mais atentos tinham me avisaram... A Nide, há três semana fala..."ele tá babando muito, vai nascer dente". Minha mãe, sempre que vê o netinho pelo skype avisa (há umas duas semanas):"Ele tá mordendo muito o bracinho ou seu ombro, deve estar chegando algum dentinho". A Raquel, minha cunhada, que está por uma semana aqui em Salvador com nossa sobrinha, Rebeca (que faz nove meses no dia 3), me avisou na terça, quando estavam aqui (depois posto sobre isso) que achava que a gengiva dele indicava que iria nascer algum dente em breve.
Não sei ao certo o tempo que demora, e na segunda devemos ver se já necessidade de alguma homeopatia, mas por enquanto, além dos mordedores convencionais, adotei o mordedor que coloca na geladeira, que ele ganhou de presente da outra vó, Nelma. Se algumas das mamães mais experientes tiverem alguma sugestão para a insônia, agradeço. Ao menos o pimpolho está bem-humoradoo, no berço, falando sozinho, com um mordedor na mão! E vamos levando!!!

domingo, 22 de agosto de 2010

Brincando no chão

Uma das coisa gostosas que aconteceu nas últimas semanas foi a rotina de Davi brincar no chão todos os dias... seja no edredom que a gente monta, com vários brinquedinhos espalhados ou no tapete de atividades que compramos esta semana... É incrível, ele se diverte muito e fica mais tempo que no carrinho, por exemplo... Também tem ficado muito mais no berço fora das sonequinhas, falando sozinho, se divertindo. Isso me deixa mais tranquila, já que semana que vem volto às rotinas dos freelas... Assim sobra mais tempo para eu ler e escrever!







Mãe e Muito Mais

Neste sábado (21/08) fomos a mais um encontro do grupo Mãe e Muito Mais. Desta vez o programa, novamente no museu da criança, incluiu uma oficina de pintura para crianças. Mesmo com Davi valeu a pena, para papear com as pessoas, reencontrar e, porque não? Pintar um pouquinho!!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Curso de Batismo


No sábado (14/08), eu e Luciano participamos do curso de preparação para batismo da Paróquia Nossa Senhora da Luz, aqui da Pituba. A palestra, para pais e padrinhos, foi muito boa. Levamos o pimpolho que só quis saber de mamar e até deu uma cochilada no nosso colo. Davi será batizado no dia 16 de outubro, em Belo Horizonte, pouco antes de completar sete meses. Os padrinhos serão os tios,meus irmãos.
Estamos muito felizes com esta decisão. Acreditamos que a formação da criança se dá por exemplos e vivência, e que a pessoa tem livre arbítrio para escolher sua religião. Mas como pais, temos que garantir a nosso rebento o primeiro sacramento, sugerido por Jesus (o primeiro a ser batizado, nas águas do rio Jordão), como rito de iniciação à vida cristã, como o renascimento para uma nova vida!

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Voto em trânsito garantido

Sexta-feira (13/08) voltamos ao TRE-BA. Desta vez, além do Davi levei a Nide, que me ajuda em casa e dá uma força com o pimpolho. O chato foi que tivemos que parar em uma secretaria, pegar um atalho até a calçada na Paralela e então ir ao tribunal, mas mesmo assim em 15 minutos estava tudo resolvido. Me inscrevi para votar em trânsito para presidente!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Presença virtual na formatura do tio

Meu irmão, Rual, formou-se em geologia na última quarta-feira, dia 11. A colação de grau foi na UFMG e reunião as oito pessoas da turma dele (ou seis, não estou certa) e a turma de Turismo. Gostaria muito de ter prestigiado pessoalmente, mas tive que participar em pensamento, enviando desejos de boa sorte e muita energia nos novos caminhos.
Ontem, quando liguei para parabenizá-lo, fiquei sabendo que Davi esteve presente no evento. Uma foto dele, no colo do padrinho, foi incluída no vídeo dos formandos. O moleque foi muito aplaudido e os menos desavisados até pensaram que era filho do tio... Como lembrança da data vai uma foto de Davi com Raul, quando se conheceram, na nossa ida a BH em julho! ( o pequeno estava com três meses).

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Turma da Ioga no cinema

Já que hoje foi dia de Ioga, (tudo bem que Davi quis mesmo foi mamar...e no final cantar junto com os passarinhos da música) deixo mais um registro da nossa primeira ida ao cinema, no sábado passado. No clique, Eu e Clésia e nossos respectivos filhotes: Arthur e Davi.
Em alguns meses teremos que correr atrás dos meninos no cinema hem?

Stock Car, Eleições,Sistema fora do ar, Lá se foi uma manhã

Hoje acordei entusiasmada. Desde ontem combinei no TRE de chegar com o Davi e ser logo atendida para me registrar para o voto em trânsito. Saímos daqui por volta das 9h, para fugir da hora rush. Eu tinha esquecido da Stock Car, neste final de semana.. Acabamos pegando um engarrafamento. Davi, acordadinho, ficou olhando para o alto, para os caminhões com os carros da competição.

Um dos carros da stock car, clicado durante o engarrafamento

Depois de algumas voltas (alguns retornos estão fechados para a corrida) chegamos ao TRE. Encontramos vaga fácil, ao lado da central de atendimento ao eleitor. O atendimento nota dez, mas um pequeno detalhe. “O sistema está fora do ar”. Resolvi esperar, já que a funcionária me explicou que o Serpro estava trabalhando para a resolução do problema. Muito papo, mamada e uma troca de fralda depois (uma hora se passou), resolvi ir embora, voltar amanhã, no plantão, a partir das 14h. A servidora garantiu que chegaremos e seremos atendidos...e ainda me passou o tel dela (para checar como está o sistema_.
Difícil ser mãe e cidadã exemplar, garantir o direito de votar para presidente... E ainda dei o bolo na Bel. Iria visitá-la com Davi, mas chegamos em casa minutos antes do meio dia, lá se foi a manha. Em outubro estarei em BH (voto em Minas ainda), mas só depois do pleito e não quero deixar de participar...e nem o Davi!!!!

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Devagarinho

Ontem foi minha terceira aula de water bike. Estou fazendo à noite, 20h, às terças e quintas. Foi a forma que encontrei de malhar com neném pequeno em casa. É lógico que complementarei com caminhadas com o sling, sempre que der, durante a semana e com os passeios de carrinho (deixa só passar esta chuva!). Mas foi muito bom ter esta hora só para mim. Retomar uma rotina de atividade física, mesmo que duas vezes por semana. Volto fisicamente cansada mas revigorada mentalmente. As aulas são com a Vitória que acompanhou toda a minha gravidez, até a véspera de Davi nascer. Só no último mês saí da bike para ficar na hidro (a barriga encostava do guidão).
É verdade que voltei à Yoga aos dois meses de idade (do Davi). A aula, focada em mães e bebês, é muito importante para a postura, relaxamento e abdominais (meus), além do desenvolvimento do bebê e de nosso vínculo. Uma delícia, mas são aulas sempre imprevisíveis, com trocas de fraldas e mamadas. Daí a importância de uma ativade só minha, que me permita, mesmo que por uma hora, desligar do estado de alerta, comum a todas as mães.
Aí vão duas fotos: da Vitória, a teacher, e de parte da turma, nas abdominais, o que será mais últil nestes próximos meses!






Quem não gosta de massagem?

No final da tarde da última segunda-feira (9/08) a Val (esteticista) veio fazer minha limpeza de pele. Marquei neste horário porque o Luciano chegaria em Casa. Dei mamá para o Davi por volta das 17h, para ele ficar de barriguinha cheia. Começamos. O pai levou ele para passear de carrinho no play. Uma hora e pouco depois, o pequeno insistia em reclamar. Paramos a limpeza, ofereci o peito e nada. O pai então teve uma idéia. Colocou o moleque “meio-sentado” nas minhas pernas (eu estava deitada). Comecei uma massagem nos pés e o pequeno amoleceu! Não é pra menos. Afinal, quem não gosta de massagem?

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Primeira ida ao cinema

Foi neste sábado (7/8), aos quatro meses, que Davi foi ao cinema pela primeira vez. "Levou" eu e Luciano para celebrarmos com ele o dia dos pais. O moleque acordou cedo como de costume, por volta das 5h. Cochilou por volta das 8h, tomou banho e fomos ao passeio. A sessão, prevista para 11h, começou com 20 minutos de atraso e Davi passou quase metade do filme “O Bem Amado” dormindo no colinho do pai.
Enquanto estávamos na bilheteria, aguardando os ingressos do cinematerna (projeto com sessões de cinema que permitem a presença de crianças até 18 meses), ele mamou e acabou dormindo no sling. (Foi uma hora de espera). Excepcionalmente a sessão deste sábado foi o Cinepaterna, com direito a um par de ingressos de cortesia, e a uma foto no final (que só fica pronta na próxima quarta-feria). Estávamos curiosos para conhecer o projeto e aprovamos.Com certeza fará parte do entretenimento da família.
A sala fica com o ar um pouco mais fraco, o som mais baixo, o ambiente iluminado a meia luz. Além disso, havia dois trocadores, com fraldas, pomada e toalhas umedecidas à disposição das mamães e bebês. Para os maiorzinhos, alguns brinquedos abaixo da tela. Muito bom, assistir um filme, a família reunida, sem ninguém se importar com a sinfonia de choros que se alternava, ou com o movimento de mães e pais em direção aos trocadores.
O programa foi uma delícia, encontramos Arthur, coleguinha da Yoga, com os pais, além de conhecermos gente nova. Com destaque para a Leize e sua família: o marido e dois filhos lindos: um menino de cinco anos e uma bebê de quatro meses. Foi ela inclusive a autora do clique da foto que registra nosso passeio.

sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Descobri minha língua!

Tá bem! Todo recém-nascido coloca mesmo a linguinha pra fora. É um reflexo natural que dura praticamente até o desmame e que se intensifica quando a gengiva começa a coçar por causas dos dentes que irão nascer nos próximos meses. Mas hoje, aos quatro meses e 11 dias, Davi resolveu mostrar a língua para todo mundo, com direito a um sorrisinho desdentado no final. É só pra ficar registrado.

Confissão

Vocês sabem bem que quando o neném nasce a rotina muda tanto que é difícil conseguir (pelo menos a mãe) uma foto que não seja descabelada, com olheira ou com a cara preocupada. Quando Davi estava com pouco mais de um mês, e minha irmã, Nadja, estava aqui em Salvador para visitá-lo, pegou a gente de surpresa numa foto! Achei a mais bonita (minha), desde que o pimpolho nasceu. Mas eu estava relutante, confesso, em colocá-la no blog. O motivo? Só porque Davi estava com chupeta! Me redimo publicando o clique da mana e morrendo de ri. No final o rapaz só pega a chupeta esporadicamente e descobriu o acessório como um brinquedinho, que ele segura enquanto está com o dedo na boca!
Êta personalidade!!!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Logística

Hoje a nossa ajudante, Nide, não veio. Ela pegou um resfriado forte!!! Bem, uma oportunidade para colocar minha nova logística em dia... Davi tem curtido ficar no chão (em cima de um edredon branco com bicinhos, com vários brinquedos ao redor), ele brinca, fala sozinha, ensaia virar, dorme...
Lógico que sem ninguém em casa para um suporte não sobrou tanto tempo, mas consegui ler emails, colocar roupas na máquina, assistir um filme, preparar o banho do moleque, almoçar com calma, arrumar a bolsa da ioga; Tudo enquanto ele brincava ou tirava uma sonequinha no cantinho dele na sala. Logística aprovada. Fico devendo uma foto dia desses. Assistindo o debate dos presidenciáveis!!!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Saudades do banho de balde

Depois de praticamente duas semanas sem banho de balde antes de dormir, Davi voltou à sua rotina do “ofurô” ao fim do dia com muito bom humor. Em BH estava muito frio e acabamos adotando um banho diário, por vota do meio dia. Apenas em alguns dias Davi tomou dois banhos. Desde 22 de julho, primeira noite de volta a Salvador, o delicioso banho foi reincorporado aos preparativos para o soninho. Adotamos a rotina do banho de balde quando Davi estava cm um mês e o banho terapêutico foi totalmente aprovada!. Engraçado, foram só 15 dias sem entrar na banheira-balde dele, mas o moleque está tão cumprido, que a cabeça já está quase fora do balde... Imagino que só dará para ele até os seis meses e que ambos sentiremos saudade deste momento de carinho e ternura...mas nada que uma banheira bem cheia não resolva!!!

A descoberta

Neste universo da maternidade o banho de balde foi uma surpresa! Um belo dia recebo o telefonema de minha mãe: “- Filha, conheci uma jovem mãe hoje no supermercado. Ela estava colocando a filha dentro de um balde, achei engraçado e ela me falou do banho de balde. Procura no Google, saiu uma matéria na TV”. Pronto, graças à curiosidade da vovó fui apresentada à novidade. Vi vários vídeos na net e pouco depois descobri que minhas amigas, também mamães de primeira viagem estavam aderindo.

Outras experiências:

Letícia Duarte, mãe de Laura, de 12 de abril de 2010
Quem apresentou o balde a ela foi o sogro. “Eu não sei se ele viu ou ouviu falar. Ele jura que não, que foi idéia dele mesmo (é bem capaz, pois ele não acessa internet, não vê televisão e não ouve rádio, hahahaha). Ele me disse que quando ela nascesse era para experimentar, porque deveria parecer com o ambiente do útero”.
Ela conta que viu alguns vídeos com o marido e depois esqueceu do assunto. Numa troca de emails comigo e a Miriam, viu que nós tínhamos aderido e pediu mais detalhes. Com um mês a pequena tomou seu primeiro banho de balde, que passou a fazer parte da rotina. “É o segundo banho da Laura. Todos os dias, no inicinho da noite, depois da massagem ela vai para o balde”, conta. Para ela, o relaxamento é o maior benefício do banho.

Miriam Kênia, mãe do Otto, nascido dia 7 de março de 2010
Foi o companheiro dela, Rodrigo, que mostrou alguns vídeos no início da gravidez, mas ela confessa que não ficou muito empolgada. Depois sua mãe mandou uma matéria de jornal sobre o banho de balde. “Achei interessante. Mas entendi mesmo como funciona em uma reunião do Gama (Grupo de apoio a Maternidade Ativa) que eu participei durante o pré-natal”. Bom, eles compraram um balde de limpeza, transparente e firme e no segundo dia de vida de Otto deram o banho de balde.

“Foi em casa, pela pediatra Ana Paula, que participou do parto dele. Ele ficou muito bem com ela, mas quando eu apoiava ele chorava. Demoramos, eu, mãe e Rodrigo, mais ou menos uma semana para pegar o jeito. Até hoje, ele ama o banho de balde, mas sempre entra enrolado com um paninho , estilo charutinho. Agora que ele cresceu, minha mãe providenciou uns paninhos maiores”. O balde faz parte da dia-a-dia do bebê, mas sem muita rotina. Otto vai para o ofurô sempre depois da Shantala. “Aqui em casa só rola banho de balde e de chuveiro - ou de banheira da casa. Não adaptamos ao banho de banheira de bebê”. Para ela os maires benefícios do banho de balde é que relaxa, limpa e é divertido.

Aninha Panisset, mãe do João, nascido dia 26 de outubro de 2009

Quem contou para Aninha do banho de balde foi uma amiga que tem uma filhinha de 3 anos. “Eu achei o máximo. Assim que fiquei grávida procurei maiores informações e adquirimos uma Tummy Tub para o João. O primeiro banho de balde foi com 4 dias e já entrou na rotina do pequeno. “Sempre o segundo banho do dia, sem sabonete, só para relaxar antes de dormir. Achei a parte de realmente dar banho com sabonete um pouco mais complexa no balde e preferimos usar só mais para relaxamento”. João usou o banho até quatro meses, quase cinco, porque estava grande demais e não cabia mais no balde. “Foi uma pena, pois ele amava”, conta. Os benefício do balde? O maior relaxamento da criança que fica aconchegada e quentinha. “O João ficava muito calmo e feliz”, conta.

Kity, mãe de Pedro, Vitor e Caio, nascidos no dia 25 de dezembro de 2009

Kity ficou sabendo do banho de balde em um curso de gestante e já deu nos três meninos, mas como exige muita energia, não foi incorporado à rotina dos trigêmeos. O primeiro foi dado aos dois meses de idade. “ A experiência foi boa, deixou os meninos muito relaxados. Faz tempo que eu não repito. Tenho também uma banheirinha portátil, que mais parece uma piscina, porque a medida que eles vão crescendo, não vão mais cabendo no balde. Quanto aos benefícios, ela destaca: relaxamento, jogos lúdicos e interação.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Pequenas Conquistas

Hoje Davi fez a aula de Ioga completa. Chegamos uns 15 minutos antes, ele mamou, trocamos a fralda logo no início da aula, mas fora isso o pimpolho se divertiu com as massagens, musiquinhas e exercícios, vendo a mãe fazendo exercícios e dando careta para ele...
Ele e Arthur, seu coleguinha de classe, que tem praticamente a mesma idade que ele, até interagiram. Ainda de leve, um dando sinal que escutou o outro chorar, rir ou gritar! O máximo. Muito legal a Ioga para o desenvolvimento do bebê e para a interação com a mãe. Estou devendo uma entrevista com a Anne, professora da gente para publicar aqui! Quem sabe na próxima semana? Se tudo der certo estaremos no Globo Esporte (local - Bahia), no dia 7, próximo sábado. Se conseguir vou colocar o vídeo no blog!

domingo, 1 de agosto de 2010

Quatro meses que mudaram minha vida

Há quatro meses Davi ingressou definitivamente em nossas vidas. Se formos levar em conta os oito meses de gestação (ele nasceu com 36 semanas), somos uma nova família há um ano (completos no dia 26 de julho). Além de toda a carga de emoção que ele trouxe ao longo da gestação e nestes quase 130 dias conosco, é um aprendizado atrás do outro. É impressionante a velocidade do desenvolvimento de um bebê a partir dos três meses e meio (que no caso do Davi coincidiu com nossa ida a BH). Nossos dias lá fizeram eu lembrar do email que recebi da amiga Miriam Kênia, mãe do Otton, um mês a frente do Davi. Ela dizia: “essa coisa dos três meses é impressionante. Ele virou um outro bebezinho. Brinca muito mais. Já segura os brinquedos mais levinhos ( Aquele mordedor, Katja, ele não consegue de jeito nenhum. Acho que é pesado). Adora um chocalho bem simplesinho que compramos por R$ 3. hahah. Ah, e tem mais . O Otto também aprendeu a gritar. Agora, dá uns gritos altos que terminam em gargalhada...”

Pois é, a rotina mudou... Davi acorda super disposto. Fica no berço balbuciando, gritando e rindo... Aliás, após as mamadas uma das brincadeiras que ele tem curtido é ficar “batendo papo”, conosco ou com os brinquedinhos. Esse é um dos motivos do sumiço, aliado ao resfriado que me deixou baqueada alguns dias. Ainda bem que ele não pegou. Esta semana teve novidades, passei a colocar Davi sentando no carrinho para tomar sol. Lá em BH, com o carrinho que ganhou da minha mãe (aqueles tipo magrela), já ficava mais sentadinho, e percebi que ele passava mais tempo no carro, sem ficar entediado. É isso mesmo... bebê sente tédio sim...não quer ficar na mesma posição o tempo todo, seja no berço, no carrinho, sling ou colo. Ao menos a noite ele fica (e muito bem!) no bercinho dele... Quando acorda de madrugada vamos para a cama de apoio que fica no quarto dele. Apesar de achar um barato, não aderimos à cama compartilhada. Achei que poderia ser mais complicado quando voltar a trabalhar (já que deverei escrever as matérias, na parte da noite).