terça-feira, 20 de julho de 2010

Sol, mas com vento


Nestes quinze dias em BH Davi e eu conseguimos "tomar" mais sol que em Salvador. Afinal, desde junho a capital baiana é pura água. Mas ao contrário de lá, onde o pequeno sobe para o play com uma camisetinha e fralda, aqui temos que ir encapotados. É que além do sol, tem o vento e o friosinho (que deu uma aliviada em relação ao dia 6, quando chegamos.)
Amanhã voltamos para casa e prometo contarei com mais detalhes as novidades que rolaram aqui nas Gerais!!!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Falando sem parar!!!

Vocês bem sabem que quando estamos viajando a gente tem que aproveitar todo o tempo para vivenciar, curtir a família e amigos queridos. Nos próximos dias escrevo com detalhes sobre a viagem, mas tenho que destacar que nosso pimpolho está falando sem parar. Acorda por volta das 5h30 disposto a bater um papo delicioso, com aqueles balbucios. Raul e meu pai, que levantam bem cedo para o trabalho, são os primeiros a brincarem e curtirem o Davi, que dá muitas gargalhadas. Minha mãe, durante o dia, bate o maior papo com o netinho, aliás, ele agora deu para chorar no meu colo e ficar sem chorar no da vovó. Espertinho o menino. Final de tarde é outro momento delicioso. Nada como sorrisos e gritinhos para começar a noite...

domingo, 11 de julho de 2010

Minha primeira viagem de avião

Terça-feira, 6 de julho de 2010, 20h30. Destino Belo Horizonte. Companhia Webjet.

Aos três meses e dez dias viajei pela primeira vez de avião. Fui com minha mãe visitar meus avós (maternos), conhecer o tio Raul, rever a tia Nadja e ser apresentado aos amigos dela. Lá em Salvador eu já conheci muitos dos amigos de papai e mamãe, é lá que moram meus avós paternos. Minha tia Raquel vive em Fortaleza e já foi me visitar com a prima Rebeca, mas isso minha mãe conta em outro post.
Voltando ao que eu estava falando. Como terça temos yoga, fomos à aula no início da tarde. Mamãe, que ficou com medo de se atrasar porque eu sempre quero mamar, deixou tudo pronto de véspera. Mesmo assim, quando papai nos levava para o aeroporto, em pleno engarrafamento da avenida paralela, lembrou que esqueceu a manta... e a gente indo para o frio... Antes de sair de casa tomei um banho de balde e coloquei um pijaminha todo quentinho.

Chegando no aeroporto, fomos atendidos muito rápido no check in e fiz o maior sucesso no sling. Todo mundo perguntava para a mamãe se era um nenem que estava com ela naquele saco verde... Ainda deu tempo dos meus pais comerem um pastel e um suco. Papai levou a gente até o embarque e lá se foi mamãe, a bolsa do computador num ombro, a minha bolsa no outro e eu no sling... No avião entrei dormindo, mas antes mesmo de decolar acordei e quis mamar...
Depois de mamar fiquei no colo da mamãe, olhando tudo com aqueles olhinhos que ela diz que é de scanner... depois, quando eu estava com sono, minha mãe foi na cabine e pediu para a aeromoça me pegar no colo. Ela regulou o sling e eu dormi... Mas só um poquinho...logo acordei para mamar. Depois quis estrear o trocador do avião. Fui pro colo de outra aeromoça e mamãe trocou minha fralda no banheiro da aeronave que é pequenino.
Pronto, chegamos, tava dormindo de novo. Mamãe pediu ajuda para pegarem a mala e o bebê conforto. Meus avós me esperavam lá fora... Entrei no carro, na minha cadeirinha e cheguei na casa dos vovós dormindo. Fui direto para o bercinho que ficou ao lado da cama da mamãe!

sábado, 10 de julho de 2010

Música, sorrisos e bate-papo!!!

Em cinco dias, desde que chegamos a BH, parece que Davi está mais esperto ainda... "bate papo", distribui sorrisos e, como ninguém vai descobrindo novidades em seu Mundo. Os olhinhos, espertos, parecem um scaner a desvendar os encantos e detalhes que o menino vai encontrando em sua frente...
A cada visita distribui sorrisos e "conversa", está bem espertinho e interagindo. Mamando muito (talvez por causa do frio), Davi já se acostumou à nova rotina que inclui menos banho, para evitar o frio, sol mais tarde. O pimpolho também está acordando um pouco mais tarde...o que acredito se deve ao frio...afinal, quem não gosta de ficar de baixo das cobertas, curtindo um calorzinho???

Uma das delícias desde que chegamos aqui em BH foi ouvir a música Davi a Luz da Manhã de Rubinho do Vale (http://www.rubinhodovale.com.br/). O cantor mineiro, que é pai de um pequeno chará de meu pimpolho, tem cinco CDs infantis. Minha mãe (que descobriu que a música existia e me contou) conseguiu com uma amiga a cópia do Passarim - O Palhaço cantor... que inclui a música.... Não consegui o MP3 para incluir no blog, mas consegui a letra, singela, que demostra o amor do pai pelo filho! Belíssima.
Confiram !
"É tão bonito viver e sentir o prazer de ter o sol da manhã
O amanhecer tem um cheiro de arruda, poejo, alecrim e hortelã
Davi é o fruto da vida do amor infinito na luz manhã
É tão bonito esse brilho meu filho eu sou seu amigo e seu fã
O brilho no olhar do meu filho é fonte de amor é o meu talismã
A relação pai e filho renova e renasce como a luz da manhã"

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Frio em BH

Chegamos na terça à noite em BH. Eu e Davi nos demos bem em sua primeira viagem (depois escrevo um post sobre isso). Ele fez o maior sucesso, no sling e fora dele. As aeromoças supergentis, ajudaram a trocar fralda, seguraram ele no colo para que eu ajustasse o carregador (sling). Davi, que sempre dorme bem, ficou antenado, com aquele olhinho de scanear absorvendo tudo a sua vota... Muito sorridente ele mamou muito. Só dormiu uns 10 minutos antes de chegarmos.
Outro dia conto os detalhes da viagem...era só para não ficar muito tempo longe... Enquanto isso, o pequeno está curtindo os avós (maternos) meu pai, Fernando (vovô barbudo) e a vovó Rosinha (minha mãe). Também conheceu o tio-padrinho, Raul, que não conhecia e a "tia Jade" (cadelinha da família).
Bom, mas tenho que sair agora, então vai uma foto do pimpolho todo agasalhado, fugindo do frio...

terça-feira, 6 de julho de 2010

Primeiro convite para a nova família

Hoje, quando voltava do salão com Davi (vamos viajar esta noite para BH, tenho que me arrumar não é mesmo?), tive uma grata surpresa. Recebemos o convite do casamento dos amigos queridos Letícia e Tharsis!!!
O envelope do correio veio em nome do Luciano, mas o convite do casório ressaltou o nome de todos os membros da nova família: Luc, Katja e Davi!
É um gesto aparentemente banal, mas muito bonito... Não foi para Luciano e família, mas para o amigo Luc e os agregados, nomeados um a um...
A vida é assim, a gente vai herdando amigos, ampliando os laços! Felicidades Letícia querida, que acabou virando uma boa amiga também! (E de vez em quando dá uma passadinha por aqui!)

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Fazendo as Malas

Amanhã à noite eu e Davi embarcamos para Belo Horizonte. Será a primeira viagem de avião dele, para conhecer os avós (maternos), o tio/padrinho e alguns amigos!!! Estou entusiasmada.... E também embananada... Decidi que não quero levar muita coisa na mala, afinal, além da mala que irei embarcar tem que ir o bebê conforto, o Davi no Colo e a mala-bolsa de mão...sem contar o computador...
Acabei de colocar o mínimo de roupas e sapatos meus na bolsa...ainda assim, como tem roupas de frio, deu volume...agora coloquei as roupas dele (de cama e banho...) ok...mas acho que nas roupinhas exagerei...amanhã faço uma nova arrumada e tiro o exagero... São 15 dias, mas quem nunca ouviu falar de máquina de lavar? Ainda mais que lá em casa venta muito e tudo seca no mesmo dia!!!
Ai, não pensei que seria tão difícil! E olha que deixei para comprar fraldas, algodão e sabonete infantil lá...

sábado, 3 de julho de 2010

Bom dia !


Davi aprendeu a dizer bom dia!!! Tá bom, exagero de mãe... Mas hoje, por volta das 7h20, ele acordou chorando, na cama de solteiro, no quarto dele...
Cheguei e disse, bom dia meu filho!!!
A resposta???
Um sorriso desdentado com a carinha amassada!!! Aprendeu ou não?????

Estante-brinquedo


Ontem finalmente colocamos uma pequena estante, tipo “jogo da velha”, no cantinho do Davi. É que como ele se adiantou uns dias, e eu pretendia finalizar a decoração quando minha mãe chegasse, ficaram faltando alguns detalhes... Na estante estão os bichinhos que ele ganhou de presente... Até então estavam ficando na cama de solteiro.

O legal foi a reação do filhote, não só percebeu a novidade como aprovou. Quando fica na cama de solteiro durante o dia (brincando, tirando uma sonequinha ou mamando) tem agora uma visão que o diverte, que o faz sorrir sozinho e se divertir... coloquei a foto dele apreciando o novo brinquedo e uma foto da estante pelo ponto de vista do Davi deitado na cama!

Três meses e uma semana. Menino mais esperto, querendo brincar e mais acordado durante o dia!!!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Encontros e reencontros pela maternidade


É engraçado, é só você descobrir que está grávida para encontrar amigas e conhecidas na mesma situação. Minha pequena grande amiga de infância Kity (ganhou em dezembro três belo meninos), a comadre Daniele, que engravidou quando estava se recuperando do parto da pequena Luana (então com dois meses), teve o Diogo e hoje está com quatro filhos. A amiga Letícia Duarte, na mesma sintonia: descobrimos que estávamos grávidas e tivemos um pré-natal e parto muito rpóximos. . Minha cunhada Raquel, que mora em Fortaleza, teve a linda Rebeca, priminha que chegou quatro meses antes do Davi...A mulher do Gustavo Novo, amigo que mora no Rio, também teve uma filha logo após o nascimento do filhote.
Antes disso, a Glécia, mulher do grande amigo Silvio Ribas, teve o João, que por sua vez ganhou um xará em Belo Horizonte, filho da Aninha Panisset, (amiga que pela distância tenho pouco contato). Ambos nasceram em outubro... Em Brasília a amiga Clarissa Furtado teve outra menininha em fevereiro e Vanessa, que trabalhou comigo no CNC, ganhou uma bonequinha 20 dias antes do meu pimpolho. Na mesma época, “passeando” pelo facebook, descobri que Miriam Kênia, amiga querida que já vive há alguns anos em São Paulo, teve o Otto.
Hoje, ela fez uma bela homenagem à nossa amizade, reforçada pela maternidade, no blog que acaba de lançar http://nascendoerenascendo.blogspot.com. Adorei o formato que ela escolheu para o registro do amor pelo filho, bem como o blog de Letícia, lançado há alguns dias em homenagem à Laura (http://partejandocomlaurinha.blogspot.com/). Outro dia, nas vacinas do segundo mês, encontrei uma publicitária Lissandra, mãe do pequeno Bernardo, que também criou um blog (www.familiauzeda.blogspot.com). Cada um com um estilo e proposta diferentes, são uma espécie de cartase de mães entusiasmadas com o surgimento de seus filhos, ansiosas em repartir e compartilhar suas descobertas, numa demonstração do mais puro amor.
Fico pensando, estamos cada uma em um lado, em cidades diferentes, há quilômetros de distância, mas conectadas graças à tecnologias como a internet e ferramentas como skype, email, e as redes sociais (facebook, orkut, etc), que nos permitem trocar ideias e experiências importantes, fundamentais para consolidar conceitos que serão aplicados ao longo dos anos, enquanto criamos nossos filhos.
Sem contar os anônimos que se tornam amigos no mundo virtual, seja por causa de blogs que nos revelam almas incríveis e ideias convergentes, ou pela participação em listas de discussões em que se constroem amizades virtuais que algum dia poderão se materializar!
Que bom que me tornei mãe na era da informação, quando o resguardo não significa mais pleno isolamento do mundo, mas um espaço fértil e criativo, que permite pensar, matutar, e amar cada vez mais
Hum...hoje tô meio sentimental, deve ser a chuva que esconde o sol de Salvador nos últimos três dias!!!




quinta-feira, 1 de julho de 2010

Carro nina bebê???

Há quem diga que a melhor forma de fazer um bebê dormir é dar uma voltinha de carro com ele. Existe até livro para futuras mamães recomendando que você não "vicie" a criança nesta forma de ninar, para que você não fique escrava e se veja andando pelas madrugadas da vida com um bebê que não consegue dormir.. Na minha opinião, o bebê conforto é um acessório prático, que me garante mobilidade para ir e vir com o pimpolho e serve para niná-lo em casa, numa forma de balancinho. Assim como o sling, fundamental para conseguir zanzar por aí com ele, ou até mesmo para acalmá-lo em casa.
Davi gosta de andar de carro. Muitas vezes entra chorando e em alguns minutos está dormindo...ou simplesmente quetinho, descobrindo o mundo à sua volta. Hoje, após a aula de Ioga, tivemos que dar um pulo na concessionária para pegar um documento. Bem, como depois da aula ele deu uma boa mamada e fomos para o carro com ele apagado no sling pensei que chegaríamos em casa com Davi sonhando. Estava enganada.... parece que o carro despertou o moleque que ficou “batendo papo” comigo durante praticamente uma hora... Lógico que chegou morto em casa, mamou e apagou no carrinho...depois da sonequinha, o banho de balde (prometo que escrevo sobre isso nos próximos dias). Agora está com o pai, sendo ninado, na maior mordomia...

Esta história me fez lembrar um episódio engraçado. Pouco antes de Davi completar dois meses, em maio, fui com uma amiga na concessionária pegar o carro novo. Estava com um modelo básico, sem ar e direção hidráulica... Fiquei um ano e meio com ele em Salvador, mas andar com nenem em carro sem ar numa cidade tão quente é tortura... Enfim... Eu e Ellen, minha amiga, fomos pegar o carro. Davi, no bebê conforto, se comportou bem. Chegou dormindo, acordou, mamou na concessionária. Mãe de primeira viagem que sou, quando ele apagou na segunda mamada, ainda na loja, coloquei ele no bebê conforto e disse para a minha amiga. Vamos nessa, ele apaga no carro.
Como já era quase 19h, estava tudo engarrafado, o filhote acordou aos berros. Sabe aquele chorinho doído, em que o nenem fica sem fôlego? Imagina uma coisinha de pouco mais de um mês fazendo isso. Minha amiga foi ficando nervosa (muito mais que eu, para falar a verdade)... Pensando rápido no que fazer para melhorar a situação, decidi entrar no estacionamento do Hospital Aliança. E lá se foram uma hora e meia, entre mamada, arroto e a primeira troca de fralda no carro, menos de quarenta minutos depois de estrear o novo veículo... Valeu a dica de parar em estacionamento para amamentar... melhor que correr o risco de ser assaltado em pleno acostamento...